#VaiBrasil: Boxe – Os Irmãos Falcão e Adriana

Salve Adriana Araújo, nossa campeão do Boxe ( Foto: Getty Images )

Voltando ao #VaiBrasil, para comemorar o Boxe, que depois de 44 anos, a vitória de Servílio de Oliveira no México em 1968, ontem, o Brasil voltou a ganhar medalhas olímpicas, por enquanto, a Bronze da lutadora baiana Adriana Araújo, e duas semifinais com os irmão Falcão, que garante, no mínimo o Bronze a cada um deles. Um resultado muito acima do esperado, que resgata o Boxe para o centro do esporte nacional. As glórias do passado estão de volta, os feitos de Éder Jofre, considerado um dos maiores boxeadores de todos os tempos, inspiram a categoria.

A medalha de Adriana Araújo, no boxe feminino, é uma conquista espetacular, pois abrirá as portas do boxe às mulheres,  que passará a ser visto como competitivo, vencedor, que pode consolidar a categoria dentre os esporte olímpicos com grande possibilidade de medalhas olímpicas. Adriana é treinada por um ex-campeão mundial junior de boxe Luiz Dórea, um descobrir de talentos. Das mãos dele saíram Acelino Freitas, o Popó, Pedro Lima, campeão pan-americano no Rio de Janeiro, em 2007, e Everton Lopes, o primeiro campeão mundial de boxe olímpico do Brasil. Adriana treina com Dórea desde os 16 anos. Infelizmente, Adriana, por divergência com a Confederação de Boxe, vai abandonar o boxe amador. Mas sua medalha será muito comemorada.

Touro Moreno e seus filhos Falcãos:  Esquiva e Yamaguchi

Yamaguchi Falcão – A glória de vencer o cubano (Foto: Murad Sezer/Reuters)

O caso dos irmãos Falcão é mais emblemático ainda. Filhos do lendário Adegard Câmara Florentino, ou Touro Moreno,  que era lutado de vale tudo, o capixaba, tem uma prole grande, com Maria Olinda, nove filhos, quatro deles já seguindo os caminhos do pai.  Touro Moreno, hoje com 75 anos, vive na periferia de Vitória numa casa simples, o quintal virou uma “academia” improvisada, que ele usa para treinar  e ensinar seus meninos. Sua vida virou documentário, pois tem uma rica história. Uma reportagem da Folha de S Paulo,  de outubro de 2011, conta alguns “causos” e o define assim:

“A história de Touro Moreno deve ganhar as telas de cinema em maio de 2012. Pelo menos é essa a pretensão dos irmãos Juliano Enrico e Federico Nicolai, que vêm filmando a vida do veterano desde 2005. Dois anos depois, Enrico finalizou o filme “Touro Moreno”, que foi exibido no DocTV da TV Cultura.

Atualmente, a dupla está produzindo um documentário mais amplo para ser exibido na telona, tanto no Brasil, quando no exterior. “O último round de Touro Moreno” trará histórias que alimentam a lenda em torno do veterano. Durante a época da ditadura militar, Touro teria iniciado uma briga contra 20 marinheiros em um puteiro. Irritados com a ousadia dele, os militares teriam metralhado a academia do amigo Yamaguchi, que acabou falecendo. Touro ainda chegou a ser preso e torturado na época.

“Meu irmão define o Touro Moreno como um mix de Arnold Schwarzenegger, Albert Einstein e Didi Mocó”, conta o produtor executivo Federico Nicolai”.

Um família de campeões – Esquiva, Touro e Yamaguchi (Foto: Bruno Marques/Globoesporte.com)

Esquiva Falcão tem 22 anos, foi medalha de Bronze no mundial do ano passado, categoria até 75 kg, o que lhe valeu o passaporte olímpico, a primeira grande felicidade da família. Nesta olimpíada tem distribuído seus potente golpes, além de muita técnica, se mostrou muito firme nesta caminhada com duas lutas e ótimas vitórias:

Soltan Migitinov 11×24 Esquiva Falcão

Zoltan Harcsa 10×14 Esquiva Falcão

Agora vai pegar uma “pedreira” o britânico Anthony Ogogo, pugilista da casa, que vem lutando muito bem, segundo Gabriel de Oliveira, filho de Servílio, Esquiva é nossa grande esperança de final, por ser mais técnico e está em ótima fase.

Yamaguchi Falcão, irmão mais velho de Esquiva, tem 24 anos, luta na categoria até 81 kg, meio-pesado, tem uma história mais complicada, veio para São Paulo com 14, quase 15 anos, não conseguia se firmar, Gabriel praticamente o criou, levando-o a morar em sua casa. Em 2011 obteve um grande resultado no Pan de Guadalajara,com a Prata, perdeu a final para o campeão mundial, o cubano Julio la Cruz Peraza. Yamaguchi teve que disputar o pré-olímpico para ir aos jogos.

Como não tinha bom Ranking caiu numa chave duríssima, teve duas lutas extremamente difíceis, uma com empate decidida pelos jurados:

Sumit Sangwan 14×15 Yamaguchi Fiorentino

Yamaguchi Fiorentino 17×17 Fanlong Meng

Nas quartas, novamente Peraza, o ótimo cubano estava lá, pronto para vencer, tudo levava a crer que seria apenas mais uma luta comum. Porém, extremamente inspirado Yamaguchi Falcão, venceu de forma sensacional o grande campeão: Julio La Cruz Peraza15x18Yamaguchi Fiorentino. O maior feito da carreira do brasileiro, o que no mínimo lhe garante o bronze.

Os irmãos Falcão, são verdadeiros exemplos de superação, o inspirador é o pai sem dúvida, que diz já preparar um terceiro Falcão, o Estivan(tem 16 anos), nome em homenagem ao cubano Teófilo Stevensen, tricampeão olímpico, morto recentemente.  Uma família de luta, que a pobreza não a afastou do caminho do esporte e da alegria. Eles não têm celular ou telefone em casa, atendem os repórteres de um orelhão em frente da casa, mas esbanjam bom humor e felicidade.

Numa reportagem da Folha de S Paulo, hoje, diz: “A comunicação entre a família e os boxeadores, que estão alojados na Vila Olímpica em Londres, no entando, não é as melhores, e os pais, que não têm celular, recorrem a recados. “Está muito difícil falar com ele, só damos recado através dos amigos na lan house”, disse Touro. Segundo os familiares, cerca de 200 amigos e parentes se reuniram no quintal da casa dos boxeadores para acompanhar a luta em um telão.

De Londres, ao vivo, o filho homenageia o pai: Paizão, você é o cara que me dá força, me apoia, dá conselhos sempre. Agradeço a toda a minha família, os treinadores”, disse Yamaguchi após derrotar Julio la Cruz Peraza”.

Assim, repetimos o bordão:  #VaiBrasil , #VaiFalcão

Imagem de Amostra do You Tube

Imagem de Amostra do You Tube

 

0 thoughts on “#VaiBrasil: Boxe – Os Irmãos Falcão e Adriana”

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: