Cine Holliúdy, O Cinema da Minha Infância

 

Ontem li uma matéria sobre o filme Cine Holliúdy“, uma produção cearense, dirigida por Halder Gomes com Edmilson Filho, Miriam Feeland, participação de Falcão. O Diretor tinha feito um curto de muito sucesso e agora transformado em filmão. A estreia na semana passada foi espetacular, a média de espectadores por sala é maior do Brasil, com apenas 9 salas com média de 2500 espectadores.

Um fenômeno regional muito interessante, pois nos remete diretamente aos anos de 1970, as cidades do interior do Brasil, no filme, do Ceará, quando as TVs ainda não eram populares, apenas as casas dos mais ricos tinha aparelho, a maioria em preto e branco. A TV na praça pública e o povo se reunia para assistir os programas da ditadura, nomeadamente o famigerado Jornal Nacional, da Rede Globo. Naquela época ainda havia os “cines” nas pequenas cidades, em geral os filmes de Caratê, Shao Lin, Bruce Lee, ou chanchadas nacionais.

Lembro-me da minha pequena Bela Cruz, no único clube da cidade, que era palco da festa do caju, em outubro. Certa vez, não sei saído de onde, apareceu uma pequena trupe e se instalou no clube, saíram nas ruas com um carro de som chamando para uma sessão de cinema. Foi um alvoroço, as moças se pitando, usando suas melhores roupas, os rapazes de terno, nós, a criançada do lado de fora só ouvia o barulho e as risadas. Não podíamos entrar, oficialmente ali, dávamos um jeito de subir no muro, por alguns instantes admirar aquela cena. Um lençol branco grande, a luz apagada e só aquela máquina rodando, não tem como esquecer.

Aquela trupe mambembe fez sucesso, nos encantou com tão pouco. O Cine Holliúdy é exatamente este resgate, vendo o trailer não sei se ria ou chorava uma mistura de emoção e melancolia, lembrança de uma passado, engraçado, sem muita coisa, mas de muita felicidade. A ousadia do filme está nisto, resgatar o que fomos, o filme tem legenda de “cearensês” para os matutos de fora, o que fica ainda mais sensacional.

Aqui, em São Paulo, aguardando a possibilidade assistir e me emocionar mais ainda. Cearense é antes de tudo um bravo, mas antes de tudo mesmo é estado de espírito, capaz de sacanear a si mesmo, apenas para tirar ótimas gargalhadas, está no nosso sangue, é “doença” incurável, fazer rir.

CINE HOLLIÚDY (TRAILER OFICIAL HD)

Imagem de Amostra do You Tube

Cine Holiúdy – O Astista Contra o Caba do Mal (O Curta Original)

Imagem de Amostra do You Tube

 

5 thoughts on “Cine Holliúdy, O Cinema da Minha Infância”

  1. não vejo a hora de assistir. Sou uma nordestina apaixonada pela cultura local . Vi o trailer e lembrei das histórias que minha mãe e meus tios contam, do Cine Nazaré, na cidade de Campo Maior, interior do Piaui. Falando em Piaui, tivemos uma produção que virou febre por aqui, há uns 4 anos , principalmente por causa da pirataria, o filme “Ai que Vida” retrata o ambiente em uma cidade do interior do Nordeste.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: