Blog nosso de cada Dia

O Tempo do Blog. não é o mesmo Tempo geral
O Tempo do Blog. não é o mesmo Tempo geral ( The Clock VI – Jarosław Kukowski)

De vez em quando vou reler alguns posts do blog, o objetivo sempre é a falta de inspiração atual ou entender a disposição do passado. A verdade é que muita coisa fluiu sem que houvesse “censura” ou “padrão”, simplesmente ia escrevendo, sem olhar alguns parâmetros ou rigor da língua culta, um erro, mas não dava para controlar nada, na época estava tão distante para atentar aos detalhes, que são importantes, mas nem sei se são fundamentais, afinal aqui não é lugar para vender notícias ou anúncios, pois aqui era e, é, apenas diversão.

Certo também que temos aqui alguns bons textos, outros nem tanto, mas como tudo faz parte de uma visão geral sobre mim, uma referência global sobre o que penso e elaboro, jamais mudarei qualquer coisa, nem mesmo vou retirar do blog, qualquer post “ruim”. Ficamos com o que se tem e com o que se produziu, bons ou ruins, a coisa saiu e ganhou vida própria, naquele momento era o que poderia ser feito, talvez melhor? Sim, talvez, um pouco mais de cuidado, revisão, mas, agora, é passado.

Estas considerações são importantes porque tem quase um ano que percebo que o blog se esgotou e que vai morrendo aos poucos, o que falta é coragem de dar o corte final. O que era um prazer, de sentar e escrever, cada dia se torna mais seco, não tenho muita disponibilidade, muito menos vontade de buscar novas fontes inspiradoras. Então vai sobrevivendo do que resta de energia, mas pelo menos uma questão ficou bem resolvida, de que o que sair daqui, não terei mais nenhum compromisso em divulgar, aquela “guerrilha” virtual acabou de vez.

O blog continua com boa frequência, segundo as ferramentas de análises, mas nem para isto dei mais importância, aquela vaidade de audiência, “sumiu ao vento como nos anelos”. Muitas vezes isto trouxe mais dissabor do que prazer, pois repetimos a mesma lógica de qualquer mídia corporativa, que visa em primeiro lugar os acessos, não o que realmente conta, o conteúdo daquilo que pensamos e criamos. Vi muitos blogs bons serem tragados pelo efeito mortal da “audiência”, nós nos livramos desta armadilha.

Então vamos seguindo assim, devagar, quase parando, ao sabor do que vier de inspiração e prazer, do que julgar importante escrever e se tiver algo realmente para contribuir ao “debate”. Um texto que saia sem dor, sem precisar forçar nada, apenas venha e possa elaborar algo que me interesse, quem sabe possa ser interessante para mais gente, assim retroalimentando os meus gostos, minha felicidade.

3 thoughts on “Blog nosso de cada Dia”

  1. Arnobio, faz bem em não mexer nos textos, mesmo nos “ruins”. Mas saiba que muitos deles são fonte de informação, análise e consulta.

    Entendo sua ‘secura’ atual (quem não passou/passa por isso?), mas a realidade continua aí, dando seus sinais, mutante, e vai continuar a exigir de nós, e de você em particular, o esforço cotidiano de entendê-la e decifrá-la.

    É possível que mude a forma, mas você continuará com suas análises: é da sua natureza. Sorte nossa.

    cid cancer — mogi das cruzes/sp

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: