#VaiCorinthians – A emoção do Primeiro Ingresso.

A visão do Onfalos do Mundo, a Arena Corinthians.
A visão do Onfalos do Mundo, a Arena Corinthians.

Ontem foi um dia especial, depois de esperar muito anos, são quase 25 anos de São Paulo, finalmente pude comprar, caro, o ingresso do primeiro jogo oficial do Corinthians no seu estádio. Parece muito pouco, mas não é, nestes anos todos morando aqui, pelo menos três vezes vi inauguração de maquete do futuro templo do timão, cada uma mais linda que a outra, em lugares diversos: Guarulhos, Santo Amaro e Pirituba. Nenhum deles saiu do papel, apenas enganou o torcedor, pois servia de plataforma eleitoral.

Em março estive em frente da Arena do Corinthians ( #VaiterCopa – O Estádio do Corinthians.), vocês não podem ter ideia da emoção de ver que estava tudo ali, um sonho, muitas vezes um pesadelo, agora se concretizando em frente aos meus olhos, quase me senti um São Tomé, querendo tocar “naquelas chagas”. Fiquei do lado de fora, não sabia se ria ou chorava, mas era certo Eu que estava extremamente feliz, a maquete do Andres Sanchez finalmente virou obra, a obra virou realidade e não tinha mais pesadelo.

Para um corintiano, a Zona Leste de São Paulo é uma espécie de Meca, de Vaticano, de Jerusalém, de Ise, de Tibete, ou seja, é mais do que um lugar sagrado, é o Onfalos do Mundo, que agora terá seu verdadeiro Templo divino da “religião” Corinthians. Ali é terra sagrada, a terra prometida, no sincretismo religioso desta nação, que mistura a tudo e a todos numa identidade maior, no amor maior e na eterna paixão, de uma Torcida que tem um Time, não o contrário, como os demais. Todo o caldeirão de místico e mágico ganhará um lugar de um culto especial, o de torcer, de vibrar, de chorar e de celebração de Vida.

Tudo isto não vem de graça, as contradições são enormes, como bem apontou o grande corintiano Rafael Castilho no texto “Sem o povão lá dentro, este jamais será o Estádio do Corinthians!“, são reflexões profundas, que tocam na alma deste povo tão dedicado, que põe sua paixão muitas, mas muitas vezes bem acima da razão, como os milhares de exemplos dos que foram ao Japão em 2012, mas que merece respeito, consideração e principalmente retribuição de tudo que fez nestes 104 anos de história.

O primeiro ingresso, claro que será guardado para sempre.
O primeiro ingresso, claro que será guardado para sempre.

Domingo estarei lá, como um fiel de todo credo, de toda religião, vou entrar ajoelhado, vou beijar a catraca, a minha cadeira, o chão da Arena, tocar nela, sentir o frio ou o calor do concreto, o jogo será apenas um detalhes, como também foi aquela despedida do Pacaembu (Obrigado, Pacaembu.). É bem certo que não sei como vou conseguir aguentar a ansiedade do sábado que não passará ou da manhã de domingo, o tempo do metrô até lá, ou suportar a emoção de ir se aproximando do Templo Sagrado.

Será uma longa semana, mas contarei os dias, as horas e os minutos,  sempre repetindo: #VaiCorinthians.

One thought on “#VaiCorinthians – A emoção do Primeiro Ingresso.”

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: