#VaiBrasil – Neymar, o Super craque do Brasil

O Craque 10 do Brasil, Neymar Jr.
O Craque 10 do Brasil, Neymar Jr.

Neymar é uma joia do futebol que foi preparado pelo Santos Futebol Clube desde muito cedo, ainda com 16 anos já treinava com o time principal, em 2009 já assumia a condição de titular num momento de transição do clube. Ali, com apenas 17 anos ele despontou como um futuro craque, o que o prejudicava era certa desconfiança, pois Robinho, também formado no Santos, fez muito quando explodiu no clube, mas ficou pelo meio do caminho. Então havia certo cuidado com Neymar, além de franzino tinha a fama de cair muito.

Menos de um ano depois, já se percebia que Neymar nada se assemelharia ao Robinho, era muito mais consistente. A Copa da África do Sul, em 2010, poderia ter sido a ambientação de Neymar, o luminoso craque santista, naquela época com 18 anos já dava sinais de genialidade, mas por uma teimosia e uma certa despeita, Dunga, o treinador e seu auxiliar, Jorginho, optaram por castigar o moleque. Houve um pedido geral na mídia e nos torcedores para que Neymar e Paulo Henrique Ganso, as jovens estrelas do Santos fossem convocados, mas infelizmente eles não foram, principalmente Neymar.

A presença dele na Seleção, em 2010, não mudaria o rumo da Copa, mas, com certeza, teria sido fundamental para o conhecimento do ambiente de uma Copa do Mundo, da mais importante competição de futebol, quiçá de todos esportes mundiais. Em 2011, Neymar, fez tudo e mais um pouco, depois de quase 50 anos levou o Santos ao título da Libertadores e à final do mundial interclubes. Neymar se consolidou como o maior craque do futebol brasileiro, mesmo com pouquíssima idade, já era uma realidade, encantava a todos com dribles desconcertantes e jogadas geniais. Mesmo com um time apenas razoável, Neymar, fazia a diferença, mesmo com o massacre sofrido no Japão, o craque manteve-se em alta.

Em 2012, levou o Santos à semi-final da Libertadores, perdeu para o Corinthians, que tinha um time bem superior, mesmo sem nenhum craque. Depois foi a final do futebol das Olimpíadas contra o México, mas um apagão geral da seleção acabou perdendo a medalha de Ouro. Com a saída de Mano Menezes e a chegada de Felipão, Neymar, recebeu do novo técnico a responsabilidade de liderar a seleção. O craque não se intimidou, e com atuações espetaculares foi o protagonista da Copa das Confederações, com direito as jogadas de deixar qualquer um boquiaberto.

A transferência do Santos para o Barcelona, que parecia algo natural e corriqueiro no futebol atual, entretanto foi cercada de polêmicas, de bastidores cheio de personagens estranhos e dinheiro pago “por fora”. Acredito que, de certo modo, o primeiro ano de Neymar no clube catalão foi bem abaixo do esperado. As confusões dos bastidores, a exposição pública de valores e traições entre o clube e os empresários do jogador, acabaram sendo maléfico para o desempenho dele em campo. Felizmente, na Seleção, ele não perdeu o foco.

Aproximando o dia da estreia, Neymar, é a maior esperança do Brasil, com apenas 22 anos, não se percebe qualquer peso sobre ele de tamanha responsabilidade, continua o mesmo moleque cheio de ginga, marra e charme no jeito de jogar. Num simples amistoso, como o de hoje, ele só não fez chover, a distância dele para os demais é impressionante, não importando se é jogo que não vale nada, Neymar brinca de jogar bola. É um alento vê-lo jogar, sem medo e com tanta categoria.

#VaiBrasil hoje depende de dois craques: Neymar e o Bruxo Felipão. Estão iluminados, vamos tirar a Urucubaca e o baixo astral que tomou conta do Brasil no último ano, agora é com eles.

Todos juntos.

OS GOLS DE – Brasil 4 x 0 Panamá – Amistoso 03 06 2014

Imagem de Amostra do You Tube

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: