A Crônica do Fim do Mundo que Não Acaba

É o fim que não chega, apenas ameaça e nos amedronta.

“Ao verme que primeiro roeu as frias carnes do meu cadáver dedico com saudosa lembrança estas memórias” (Memórias póstumas de Brás Cubas – Machado de Assis)

Com a Pandemia do Coronavírus, COVID-19, surge uma “esperança” de que essa possibilidade se concretize, afinal estou cansado de “promessas” de hecatombes, sem se consumar. Até o medo infantil que a Rússia ia tomar o mundo, na inocência, tive medo de ir para Nova Russas, uma cidade perdida no interior do Ceará, achando que eles, os russos, estariam lá.

Leiam abaixo, essas promessas inconsequentes do fim que não chega, exceto para cada um de nós

De hoje não passou, finalmente chegou o fim, meio decepcionado, com tantas promessas de fim do mundo, eu já fora vítima de mais de 10 profecias de que ele acabaria, mas quando dava meia noite ou meio dia, aqui, já que do lado do mundo outro dia ameaçava chegar, sempre fracassava. Sentia-me enganado por ter me preparado e, nada.

 

Esta coisa do fim do mundo começou, para mim, na primeira semana de fevereiro de 1979, eu nem tinha 10 anos ainda, olha que injustiça, e o SkyLab ia cair na terra e o mundo podia acabar. Aquilo me deu uma tristeza tão grande que do dia 7 para 8 de fevereiro eu nem dormi direito, achando que realmente o SkyLab fosse destruir a terra. Tudo mentira, ele se espatifou no pacífico, já destruído na reentrada, na atmosfera. Acho que nasci de novo em 8/2/1979.

Definitivamente o mundo ia acabar em março de 1986, o cometa Halley viria para uma nova passagem, desta vez tão próxima à órbita terrestre que a força da gravidade o atrairia causando uma explosão 1000 vezes maior que as duas bombas atômicas, vocês nem podem imaginar, morreria imberbe, com 16 anos, aquilo era inaceitável, confesso que aquele março foi longo, acabou substituído por uma busca de uma luneta que desse para ver o cometa, passou longe dos olhos e do coração, todos salvos.

Comecei a desconfiar que estas coisas de queda de laboratório espacial, cometa, asteroides não iam acabar assim do nada a vida na terra, tinha que ser algo mais forte, poderoso, uma divindade, pronto, deve ser isto. Como toda virada de milênio, os famosos profetas do fim do mundo brotam aos montes. Mas eles se desentediam quanto ao ano, ou dia, uns diziam ser 31 de dezembro de 1999 ou 1º de Janeiro de 2000. Agora ferrou sofrer por dois dias não dar, pior trabalhando, maldito bug do milênio, atrapalhando a preparação do fim do mundo.

No dia 31 de Dezembro, Evandro Bernabé está de prova, lá pelas 9:30 ele e eu, estávamos de plantão na Telesp Celular( hoje Vivo), esperando informes da Nec do Japão se tinha algum pânico com a virada do ano no oriente, conseqüentemente a interrupção do funcionamento das centrais telefônicas por erro de Software.

Ficamos lá até as 13 horas e, nada. Voltamos as 22 horas para ver o que aconteceria com a virada do ano 2000 no Brasil, até aquela hora nenhum problema houve em nenhum lugar no mundo, mas nossa ceia foi lá na gerência de redes. Para piorar nem 31/12 nem 1º de janeiro o mundo acabou.

Mais uma vez os planos do mundo acabar foram adiado, já tava ficando chato demais, ainda lembro que 2011 tivemos duas tentativas fracassadas de acabar o mundo, um certo Harold Camping, previu que em 21 de maio a “ira de Deus” iria destruir o mundo, os pecadores e maus, exceto os da seita dele, todos morreriam sem piedade, não funcionou, ele veio a público e disse que errara apenas o solstício, mas corrigiu a data para 21 de outubro, novamente não aconteceu, assim neste dia chegou o “fim do mundo” para um avatar com mais de cem nome: Khadafi, Gadafi, Kadhaffi, Ghadaff, etc. Este conheceu o fim  do mundo de morte matada.

Melhor nem lembrar de 2012, aquele ano foi tenso demais, passamos o tempo todo esperando para que naquele dia especial tudo acabasse, a data bem precisa, 21 de dezembro de 2012, até filme já tinha sido feito, parecia muito correto, desta vez não tinha como falhar, até os Maias (não a família do Fim do Mundo carioca) tinham garantido que era neste dia, infelizmente, tanta preparação e nada. Rolou tudo, Copa no Brasil, Olimpíadas, Corinthians campeão da libertadores, e nada do fim do mundo. Acabei, frustado, desistindo da ideia.

A data de hoje é imprecisa, infelizmente não sei dizer quando, porque ele veio de surpresa, protestei, pois não me preparara devidamente, mais ainda, pois no oriente eles ganharam 12 horas a mais que nós, aquilo não se faz, porém por um novo acordo, o mundo acabou em partes fragmentas, obedecendo a costumes e horários, para que alguma justiça fosse feita, mais resignado, aceitei, e assim foi.

E nada de fim…

admin

Nascido em Bela Cruz (Ceará- Brasil), moro em São Paulo (São Paulo - Brasil), Técnico em Telecomunicações e Advogado. Autor do Livro - Crise 2.0: A Taxa de Lucro Reloaded.

Deixe uma resposta

Next Post

Por Lugares Incríveis - Num Mundo Em Queda

dom mar 15 , 2020
Share this on WhatsApp O momento do mundo se revestiu de complexidade por uma partícula, microscópica, um pequeno vírus, que passou a atormentar impérios e crenças de poder, ao mesmo tempo que alimenta ganância e corrida por mais controle sobre a vida ou morte das pessoas..O medo nos levará não […]
%d blogueiros gostam disto: