Das Aflições Privadas e das Públicas


 

Das aflições e defesas para resistir.

Meu coração muitas vezes virou apenas aflição e dor

Bate descompensado por tragédias, perdas, desesperanças e por um mundo dominado pelo mal em forma bruta, por aqueles que louvam os torturadores, depreciam as mulheres, desprezam as religiões, glorificam a riqueza e riem das mortes por covid, até imitam os desespero da falta de ar, em uma frase: Não sou coveiro.

Não quero transformar minhas desgraças em regra, muito menos meu sofrer em escuridão para tudo e todos, são apenas questões pessoais e privadas. O mundo em volta sangra, muito mais forte do que em mim, nas periferias, entre os mais pobres campeia a fome, a miséria, o desemprego, a uberização, a perda do direitos fundamentais, trabalhistas, previdenciários e dos direitos humanos.

 A saudade que bate forte ao ver uma foto, de uma ausência eterna, ao mesmo tempo que novos pavores se anunciam, parecem em linha com o que acontece da porta para rua, com as incertezas de que haverá a chance de mudar, de até podermos votar, de remover esse monstro e sua família e aliados adeptos das piores perversões, e falando em “nome de deus, da família, da moral e dos bons costumes”. 

As duas águas se misturam, causando uma tsunami de pensamentos ruins, tentando paralisar, ou turvar a visão para não encontrar nenhuma solução ou saída, para as questões pessoais e as de ordem públicas, afinal somos um, com duplo caráter humano, o primeiro de sentimentos internos, íntimos, ao mesmo tempo, o outro as preocupações de estado e políticas.

São duros anos, não menos que 10 anos, de acontecimentos, de tempestades, de rupturas e de pouco diálogo, nos dois campos da vida, que consumiram muitas energias, quase ao esgotamento, no entanto, o que resta, é preciso usar de todas as forças para romper esse ciclo vicioso, que ameaça destruir o país e/ou nossas vidas, individualmente.

O grave momento é esse, é hora de reagir e lutar, como sempre, a vida é luta e sonhos.

 Save as PDF

Deixe uma resposta

Related Post

AlienaçãoAlienação

Share this on WhatsApp“Is this the real life? Is this just fantasy? Caught in a landslide No escape from reality Open your eyes Look up to the skies and see

%d blogueiros gostam disto: