1

  “Todo dia é de viver Para ser o que for E ser tudo Sim, todo amor é sagrado E o fruto do trabalho É mais que sagrado” (Amor de Índio – Ronaldo Bastos e Beto Guedes) Depois de um bom tempo voltei a ouvir uma velha canção, uma viagem […]

    “Por que se chamavam homens Também se chamavam sonhos E sonhos não envelhecem” ( Clube da esquina nº 2 – Milton, Lô e Márcio Borges)     A tarefa de musicar a sexta, muito boa por sinal, que o meu querido amigo e irmão Luís Felipe Araújo, ou […]