“Espíritos, que por artes minhas, Chamei dos seus refúgios para darem vida Às minhas fantasias”. (A Tempestade – W. Shakespeare) Quanto nos doamos a qualquer coisa na vida, mais do que 3/4? Quantas vezes já vivemos 3/4, no calendário da nossa existência? É uma porção perfeita ou uma data? […]

Noturno (Puntetta della Chriciera Piotr Topperzer © Piotr & Co)“Há mais coisas no céu e na terra, Horácio, Do que sonha a tua filosofia” (Hamlet – Shakespeare) Os mistérios da existência humana ganham algum sentido (será que realmente há?), apenas quando conseguimos nos abstrair do nosso cotidiano opressor e refletimos […]

  “Quando tivermos escapado ao tumulto vital Nos obrigam a hesitar: e é essa reflexão Que dá à desventura uma vida tão longa. Pois quem suportaria o açoite e os insultos do mundo, A afronta do opressor, o desdém do orgulhoso, As pontadas do amor humilhado, as delongas da lei, […]

“Pois saibas sem sombra de dúvida que eu não trocaria minhas misérias pela tua servidão; acho preferível estar escravizado a este penhasco a ser o mensageiro fiel de Zeus teu pai. A injúrias responde-se assim, com injúrias”. (Prometeu Acorrentado – Ésquilo) A vida avança e os pensamentos vão se tornando […]

5

  Certa vez li num jornal uma carta de uma pessoa que havia se suicidado, o eixo central da mensagem era de tinha cansado de “todo mês receber as mesmas contas e ter que pagá-las uma a uma, como o eterno retorno, o que me dar uma angustia maior é […]