“Que ditosa ilusão, supor que ao homem seja dado emergir do mar dos erros! O que é mister saber, ninguém no atinge, e o que se alcança para nada presta” (Fausto – Goethe) Sim, agora tudo ou nada, pouco importa. A fase de tensão da alma do que não se […]

“Quando penso no teu rosto, fecho os olhos de saudade Tenho visto muita coisa, menos a felicidade Soltam-se meus dedos tristes Dos sonhos claros que invento Nem aquilo que imagino Já me dá contentamento” (Marcha – Cecília Meireles) Algumas leituras sombrias, talvez não sejam apropriadas ao período do ano, esse […]

“Curei nos homens a preocupação da morte. (…) Alojei neles as cegas esperanças” (Prometeu Acorrentado – Ésquilo) Escrevi, algumas vezes, sobre os mitos gregos, sobre nossos arquétipos, talvez um que tenha uma unidade tão precisa seja Prometeu, o filho de Japeto, com Lula, o filho de Dona Lindu (Aqui, por […]

  O Monstro que nos habita, não se mostra, mas pode ter aparência mais assustadora Realmente não é fácil dormir depois de assistir ao grande filme, A Forma da Água (The Shape of Water). Bem, talvez o mundo não queira saber de sentimentalismo, principalmente não queira saber do “diferente”, dos […]

“Ah! Himeneu! Deste-me a existência e como se isso não bastasse inda fizeste a mesma sementeira germinar de novo!” ( Édipo Rei – Sófocles) Mergulhar no mundo grego, sua rica mitologia, sempre é um profundo exercício de busca pessoal, em especial, sobre coisas que me afligem, aqui não precisando explicitar motivos ou […]

1

Aqui, mais uma vez, vou professar minha fé na Democracia e na Política, sem embargos: Prefiro a liberdade de TODOS os corruptos eleitos, do que a pureza prometida pelo Estado de Exceção, Estado Policial do MP/PF/Judiciário. A limpeza “étnica”, prometida, só sobrará a “casta dos puros” (apud Jucá), tendo à testa os concurseiros da meritocracia. Obviamente […]

“Religionum animum nodis exsoluere pergo” (Esforço-me por libertar o espírito dos nós das superstições – Tito Lucrécio Caro (De Rerum Natura, I, 932) Durante seis meses, em 1996 morei no Japão e tive a oportunidade de viver num modelo de sociedade em que os valores ocidentais de democracia e de […]

“Por isso te detenho e prendo como a embusteiro universal, que exerce arte ilegal proibida pelo Estado. Prendei-lo logo”.  ( Otelo, O Mouro de Veneza, William Shakespeare) Dia de domingo é para viajar em ideias e metáforas incômodas. A vida imita a arte, mas ganha ares trágicos, revendo o Batman, […]

2

“Vou desfazer a caligem que os olhos brilhantes te cobre que distinguir facilmente consigas os deuses e os homens. Não te aventures jamais a lutar contra os deuses eternos” (Ilíada, V, 127-129, Homero) Voltei a escrever de forma frenética, espremido pelo momento trágico (ou cômico) que ameaça o Brasil, valho-me […]

1

“Os sonhos que hão de vir no sono da morte Quando tivermos escapado ao tumulto vital Nos obrigam a hesitar: e é essa reflexão Que dá à desventura uma vida tão longa”. (Hamlet – W. Shakespeare) Certeza que já falei sobre isso, mas não custará repetir: Só a literatura nos […]

  “Vate é ainda o deus. O êxtase báquico e o delírio têm grande poder profético. Quando o deus penetra bem no corpo, aos alucinados o porvir permite anunciar”. ( As Bacantes – Eurípedes) Os deuses gregos, seus arquétipos, que nos moldam, nos definem, quando dele nos aproximamos, obviamente que […]