Nunca Houve Tantos CAMPEÕES Numa Mesma Copa

Cerca de 150 mil colombianos recepcionaram seu Campeões do Mundo ( Getty Images)
Cerca de 150 mil colombianos recepcionaram seu Campeões do Mundo, em Bogotá  ( Getty Images)

 

Um espetacular legado ao esporte da #CopadasCopas é que nunca houve tantas Campeões numa mesma Copa, vou tentar explicar melhor. A Copa conta com 32 seleções na sua parte final, considera-se parte da Copa todos os jogos eliminatórios, mas o evento final se tem o dono da casa, no caso o Brasil, mais os 31 qualificados por torneiros classificatórios. Chegando ao Brasil delegações de todos os continentes com sonhos ousados ou felizes apenas por terem vindo ao Brasil.

Mas, a grande surpresa, é que muitos destes países escreveram seus nomes intensamente neste mundial, algumas eliminações, trouxeram dor, mas, ao mesmo tempo, um sentimento de glória e de conquista pelo feito, até então, nunca imaginado, ou pela luta incrível, a derrota foi superada pelo amplo reconhecimento, nestes países de como a sua seleção representou de forma valente e destemida os anseios e os sonhos de cada nação, pois uniu o povo à sua luta e juntos torceram e vibraram com os feitos de seus jogadores/heróis.

Este sentimento de dever cumprido de ter ido além de suas forças pode ser visto nas imensas festas populares na recepção dos craques, vamos citar os mais impressionantes: Chile teve o mérito de eliminar a última campeã do mundo, a Espanha, caiu de pé diante do Brasil, apenas nos pênaltis. A seleção chilena foi recebida por milhares de pessoas, inclusive pela Presidente do país, com grande festa e reconhecimento pelo esforço, os jogadores saíram do Brasil como Campeões.

A incrível festa na Argélia, a mais importante campanha nesta Copa de uma seleção africana, deu a real dimensão do esporte no país, com uma recepção mais do que digna de campeões. Depois de passar no seu grupo, a Argélia enfrentou de igual para igual a seleção da Alemanha, mesmo na fria Porto Alegre, quase aprontou uma grande surpresa, a vitória alemã aconteceu apenas nos minutos finais de uma eletrizante prorrogação. O reconhecimento dos jogadores com a festa, desfile de carro aberto e milhares de pessoas nas ruas comemorando o grande desempenho na Copa.

A imensa festa nas ruas de Bogotá, com uma multidão de 150 mil torcedores, cantando e exaltando os heróis colombianos, deu a verdadeira dimensão da enorme conquista. Uma campanha incrível, com vitórias em todos os jogos e a eliminação do Uruguai, em pleno Maracanã. A revelação de um craque, James Rodriguez, até aqui artilheiro da Copa, um grande jogo contra o Brasil, a melhor colocação da história, tudo isto foi amplamente reconhecido pelo povo que recebeu seus heróis em festas, como mais um Campeão do Mundo.

As grandiosas festas nos EUA com os jogos da seleção, com grande audiência na Televisão, superando até esportes tradicionais como as finais da NBA e de Beisebol, dão a dimensão de como a Copa das Copas contagiou o país. O ápice foi o jogo contra a Bélgica, mas antes os EUA tinham sobrevivido a um grupo dificílimo, eliminando Portugal e Gana. Neste jogo final, Tim Howard, o fantástico goleiro dos EUA defendeu 16 bolas inacreditáveis, alimentando os sonhos da torcida que lotou praças e foi em massa aos estádios para assistirem aos jogos. No final a vibração foi de mais um Campeão.

O que dizer da incrível Costa Rica? Antes da Copa, a seleção da Costa Rica era vista como o saco de pancadas do grupo da morte, pois lado a lado estavam Itália (4 títulos mundiais), Uruguai( bicampeão) e Inglaterra ( Campeã de 1966), ou seja,  ela apanharia de todos eles, sem apelação, seria o regulador do grupo, quem vencesse de mais gols garantia a classificação. Para surpresa geral, logo no primeiro jogo, a Costa Rica venceu o Uruguai por 3 x 1, depois ganhou com autoridade da Itália de 1 x 0, por fim empatou com a Inglaterra, tornando-se a “morte” dos campeões.

Mas não satisfeita, venceu a Grécia nos pênaltis e enfrentou de igual para igual a grande Holanda, sendo derrotada apenas nos penais, um feito grandioso. O país inteiro parou e milhares de pessoas foram as ruas, praças, casas, uma corrente incrível, uma festa imensa, mesmo após os pênaltis as pessoas vibraram muito e preparam uma festa colossal para receber os Campeões do Mundo, na próxima terça.

Teve grande festa também no México, uma bela recepção na França. Grande reconhecimento na Grécia pela campanha da seleção. A Copa das Copas é a democrática de todas as que acompanhei, pois fez tantos campeões, mesmo antes de seu fim, encheu de alegria e glória a tantos jogadores e seleções, as pessoas fizeram festas imensas  comemorando seus Campeões, pois cada um que esteve aqui, pelo desempenho, se tornaram campeões, com distintas taças e conquistas. Nada de “campeão moral”, que é coisa de derrotado, mas campeões de verdade, pois demonstraram força e alegria de dar o melhor por seus países.

Por tudo isto, esta é, sem dúvida, a Copa das Copas.

Seleção da Argélia chegou a seus país com festa, como se fossem os campeões

Imagem de Amostra do You Tube

One thought on “Nunca Houve Tantos CAMPEÕES Numa Mesma Copa”

  1. Deve ter ajudado o fato de que o povo brasileiro tratou a todos, grandes e não tão grandes seleções, como verdadeiros campeões. Elas retribuíram redobrando as energias para jogar melhor na terra do futebol. Foi uma glória mesmo para nosso amado esporte!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: